BENEFICIAMENTO DE FEIJÃO

CAMNPAL - a sua cooperativa e que está sempre com você.

Beneficiamento de Feijão

Inicialmente restritos ao recebimento e comercialização de fumo e trigo e da comercialização de artigos de primeira necessidade, aos poucos, a cooperativa passou a receber outros produtos, como por exemplo o feijão preto. Inicialmente este produto era todo comercializado (revendido) em sacos de 60 kg. A partir da década de 80 a CAMNPAL passa efetivamente por um processo de diversificação e especialmente de agregação de valor através da agroindustrialização. Neste período iniciou-se o beneficiamento, o empacotamento e a comercialização de feijão preto em marca própria. Inicialmente comercializado na marca CAMNPAL, mesmo nome da empresa, a venda fracionada do feijão preto marca o início da agroindústria na cooperativa.

Por uma questão estratégica e a partir de uma pesquisa interna baseada em algumas sugestões, a partir da década de 90, o feijão passa a ser comercializado na marca “Caldo de Ouro”. Atualmente, além do feijão preto, a CAMNPAL comercializa nesta marca também o feijão branco, o feijão carioca e o feijão vermelho.

Característico das pequenas propriedades, o feijão preto tem perdido espaço para outras culturas na Quarta Colônia e região. Credita-se isso à valorização de outras commodities (como o soja), ao custo de produção do feijão e seu preço de comercialização, a vulnerabilidade da cultura ao clima e, principalmente, à escassez de mão-de-obra e exigências para contratação da mesma para trabalhar nas lavouras, especialmente no momento da colheita.

Assim, parte do feijão comercializado pela CAMNPAL ainda é proveniente do quadro social, mas parte é oriundo de lavouras maiores, onde o plantio e a colheita são mecanizados e algumas vezes o cultivo é irrigado e parte ainda é importado de outros países como Argentina, China, Bolívia.